QUARESMA DE SÃO MIGUEL

 

CARTA DA PRESIDÊNCIA – AGOSTO/2020

 

Amados irmãos e irmãs, a Paz de Jesus!

Neste ano de resgatar a identidade, o Senhor nos chamou a sustar, diminuir e até mesmo parar os nossos passos e escutá-Lo. Mergulhar e nos aprofundar em nossa identidade de apóstolos do Batismo no Espírito Santo, retornando ao primeiro Amor. Para após este tempo, marcharmos, avançarmos,seguirmos conforme a vontade do Senhor transformados pelo Espírito Santo (Jeremias 6,16).

Por isso, vamos nos unir em oração com a “Quaresma de São Miguel”, diante da pandemia da COVID-19, do isolamento social, dos impactos econômicos negativos no mundo e o retorno das atividades presenciais dos nossos grupos de oração, de 15 de agosto a 28 de setembro.

 

História da Quaresma de São Miguel (Fonte: Canção Nova e Porta de Assis):

Uma tradição franciscana, a Quaresma a São Miguel Arcanjo é um tempo especial de oração e penitência. Tem início, com a Festa da Assunção de Nossa Senhora em 15 de agosto e termina no dia 28 de setembro, véspera da festa em honra aos Santos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael.

São Francisco foi um santo que na sua vida mortal procurava nutrir muito sua alma para não esfriar o seu amor por Jesus, com um espírito de oração e sacrifício muito grande. Foi de um modo muito especial que, na Quaresma de São Miguel Arcanjo, Deus coroou Francisco de graças abundantes, dentre elas a de marcá-lo em seu corpo, pelo profundo desejo de imitar ao seu Filho Jesus Cristo, com os sinais de sua Paixão. 

São Boaventura diz em sua Legenda Maior em seu capítulo 9, parágrafo 3 dos escritos biográficos de São Francisco: “um vínculo de amor indissolúvel unia-o aos anjos cujo maravilhoso ardor o punha em êxtase diante de Deus e inflamava as almas dos eleitos”. Por devoção aos anjos, celebrava uma quaresma de jejuns e orações durante os quarenta dias que seguem a Assunção da Santíssima Virgem Maria.

São Miguel, sobretudo, a quem cabe o papel de introduzir as almas no paraíso, era objetivo de uma devoção especial, em razão do desejo que tinha o santo de salvar a todos os homens. Era do conhecimento de Francisco a autoridade e o auxílio que o Arcanjo Miguel tem em exercício das almas, em salvá-las no último instante da vida e o poder de ir ao purgatório retirá-las de lá. 

Em 1224, São Francisco de Assis realizou a 1ª quaresma em hora de São Miguel Arcanjo. Em sua primeira quaresma em honra do glorioso Arcanjo Miguel, sentiu ele com maior abundância do que nunca, a suavidade de contemplação Celeste, o andor dos desejos sobrenaturais, a profusão das graças divinas transportado até Deus num fogo de amor seráfico, e transformado pelos arroubos de uma profunda compaixão naquele que, em seus extremos de amor, quis ser crucificado.

 

As intenções desta quaresma estão no link abaixo.

Deus os abençoe e que Nossa Senhora da Glória os cubra com seu manto, assim seja.

Santa Dulce dos Pobres, rogai por nós!

 

Miguel Machinski Junior
Presidente
Movimento Eclesial Renovação Carismática Católica do Paraná

 

Baixe aqui a QUARESMA SAO MIGUEL